Quem segue minha viagem pela China

Mostrando postagens com marcador cidade de shenzhen. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador cidade de shenzhen. Mostrar todas as postagens

08/08/2013

                                                                                                                    Shenzhen, 08 de agosto de 2013

你好,

Mudar, verbo transitivo, vem do latim mutāre e dentre vários significados pode ser entendido como  levar de um lugar para outrodeslocar; modificar; alterar; transformar; dar outra direção a; desviar  substituir (uma coisa por outra); renovar e etc. É engraçado como uma simples palavra pode ter diversos entendimentos. Recentemente tenho parado muito para refletir sobre minha vida e tudo aquilo que vem acontecendo em minha vida nos últimos 11 meses. E sem sombra de dúvida se eu pudesse resumir o produto dessas inflexões em meu caminho, usaria a palavra mudança. No inicio eu tinha planos de ficar apenas 1 ano na china, chegando aqui era para ter sido apenas 30 dias e hoje me vejo com minhas coisas todas dentro de caixas rumo a outra cidade para mais uma outra temporada de China. É meus caros, ninguém controla seu destino, aliás, ele é imprevisível.

mapa map de Wuhan
Wuhan foi o local onde a Mulan nasceu. Foto: google
Então, agora estou de partida para uma cidade chamada Wuhan (mais próximo ao centro da China, na verdade não é tão próxima assim). Deixo Shenzhen com o coração apertado com as mesmas incertezas que senti ao chegar. Os meus planos eram ficar em Shenzhen por pelo  menos mais 1 ano e, bum, de repente surgiu uma proposta de uma empresa em Pequim, fiquei animado e para minha grata surpresa a vaga não era para lá e sim para Wuhan. Após muito pesquisar e ouvir a opinião de amigos e de pessoas que moram lá, decidir encarar esse desafio.

Mudar nunca é fácil. É sempre sinônimo de novos desafios, de  muito trabalho (para empacotar tudo). Em se tratando de China achei que teria muita dor de cabeça, mas não é que estava errado. A Camila Poleci (que também tem um blog sobre as aventuras em Shenzhen) me deu uma baita força para achar uma empresa que me ajudasse na mudança e graças a ela paguei modestos R$ 93 para o envio de 14 caixas grandes para a minha nova casa (nossa é incrível quanto tralha a gente ajunta em pouco tempo). Ela me indicou um conhecido dela, o Daniel um chines que eu não tenho palavras para agradecer o suporte, que mesmo não me conhecendo me ajudou em tudo, em tudo mesmo. Com as minhas coisas empacotadas e a caminho de Wuhan surgiu um problema: fiquei sem casa. Devido a questões contratuais minha residencia mudou e lá vai corre para lá e corre para cá para arranjar outro lugar (até agora estou sem terra, mas tenho a certeza que tudo vai ficar bem). Graças ao Marcelo, um brasileiro que mora em Wuhan, já consegui pesquisar outros locais e o que mais me chamou atenção foi a alta tecnologia nas coisas. Gente, tô me sentindo um matuto do interior. Mas por que? Por causa disso:




No site onde podemos caçar apartamentos é possível ter uma ideia da vizinha através da visualização em foto paranômica do local (Muito chique, desculpa se tem isso no Brasil, mas não tô acostumado com tanta tecnologia).

  

O retângulo rosa é o GPS do caminhão que levou as minhas coisas. Eu pude visualizar em tempo real todo o percurso realizado pelo veículo, isso pagando para que a empresa venha até a minha casa e carregue tudo por apenas R$ 93 (um negócio da China, né?!). 

Torçam por mim e espero que no meu próximo post eu já tenho encontrado uma casa para morar em wuhan. Por enquanto ficarei hospedo na casa de um amigo de uma das moças do RH da nova empresa onde irei trabalhar.

Até a próxima!!!

25/04/2013

Ni Hao!

EM 25/04/2013

O metrô faz parte da minha vida! Todo santo dia às 08 da manhã estou eu lá pronto para uma viagem de quase uma hora para chegar no meu trabalho (sim eu moro muito longe de onde labuto rs). Aqui em Shenzhen os metrôs são bem limpinhos e organizados, mas.... observei algumas coisas bem engraçadas pela forma com os administradores do metrô usam para conscientizar (ou alertar) como as pessoas devem usar o espaço com segurança. Acho que as imagens falam por si:










Quem quiser pode ficar a vontade para sugerir legendas para essas fotos.

Sinceramente, as vezes, mesmo com esses avisos ainda tem gente sem noção que, ao meu ver não tem a menor noção com o direito do espaço do outro. O exemplo é meio nojento mas ilustra o que eu quero dizer. Tem gente que quando sente o piriri descarrega em qualquer lugar que seja. E o metrô não foge a exceção, Dúvida? Então veja esse vídeo aqui embaixo e tire suas próprias conclusões. E o pior: aconteceu aqui em Shenzhen essa semana, dia 22.

   

Você acha que isso é um absurdo? Meu filho você ainda não viu nada! E o que dizer desse garotinho que sentiu o rabo da porca torcer e foi esvaziar sua tensão na lata de lixo na cidade de Guanzhou (vizinha de Shenzhen)?

A necessidade fala mais alto. Fonte: reprodução weibo.com
Essa outra é de uma mãe que deixa o filho fazer cocô no hall do aeroporto (vale lembrar que essa foto foi feita em TAIWAN e não na China, que é um país que divide a mesma cultura chinesa)

Não é na china, mas aconteceu no país viznho Taiwan. Foto:  shanghaiist.com
E por último (aconteceu na China) eu deixo a parte mais nojenta para o fim. Não basta arriar o barro, mas tem que catar um papel  para limpar a bunda e ainda jogar o produto na maquina do caixa eletrônico. E olha que a pessoa não estava sozinha. Confere aí em baixo: